Autenticar
Main menu

A AEG utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar
Campeom e campeoa, formas legítimas galegas

Campeom e campeoa, formas legítimas galegas

Deve usar-se em galego 'campeom' ou, antes, 'campiom', como propom ('campión') a Real Academia Galega?

 

Miguel Conde Teira. Compostela

RESPOSTA DA COMISSOM LINGÜÍSTICA DA AEG:

    Em galego, deve usar-se campeom, com e. Ainda que o étimo da palavra campeom apresente, como segunda vogal, um i (germánico kampjo, através do latim medieval e do francês antigo campio(n); cf. fr. champion, ingl. champion), dado que essa voz se naturaliza em galego-português com posterioridade ao séc. xv —numha altura, portanto, em que a língua na Galiza já sofria estagnaçom lexical ou incapacidade neológica (a primeira abonaçom da voz em galego-português é do fim do século XVII)—, agora devemos incoporá-la ao galego em coordenaçom com as variedades geográficas plenamente normalizadas da nossa língua (lusitano e brasileiro), e nessas variedades do galego-português, a palavra, por motivos ou contingências históricas, apresenta um e (campeão).

    Por conseguinte, também na variedade galega do galego-português, a palavra por que pergunta o amável consulente, por motivos históricos, e em contraste com a correspondente etimologia, é campeom. Diga-se, por último, que, em galego, diferentemente do que se verifica em lusitano e em brasileiro, a forma feminina de campeom é campeoa (lusitano e brasileiro, campeã).

Última modificação emSegunda, 05 Fevereiro 2018 12:33
Avalie este item
(3 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Facebook Twitter RSS Global