Autenticar
Main menu

A AEG utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar
Buracos, riquinhos e acentos... todo à risca!

Buracos, riquinhos e acentos... todo à risca!

Destaque

 

1. É incorreto o uso de burato em galego? 2. Como se diria em galego o castelhano a rajatabla? 3. E as vozes pijo e majo? 4. Porque nom se acentua a palavra fam, como ou tés?

 

Miguel Conde. Compostela.

 

RESPOSTA DA COMISSOM LINGÜÍSTICA

Respondemos a seguir, brevemente, às perguntas formuladas polo nosso amável consulente:

1.- Para se denotar em galego ‘orifício, furado’ é forma legítima burato, mas ela nom é forma do padrom lexical galego estabelecido (em O Modelo Lexical Galego) pola Comissom Lingüística da AEG (antes, da AGAL). A forma padronizada pola CL-AEG é a variante geográfica buraco, de larga distribuiçom no galego espontáneo contemporáneo e comum com os padrons lexicais lusitano e brasileiro. Derivado, por sinal, de buraco, é o verbo esburacar.

2.- Equivalente galego, habilitado por coordenaçom com o lusitano e com o brasileiro, da expressom idiomática castelhana a rajatabla, com o sentido de ‘de modo inflexível’, é à risca (ex.: «Seguiu à risca, sem qualquer desvio, as instruçons do chefe.»)

3.- Equivalentes galegos, habilitados por coordenaçom com o lusitano, das vozes castelhanas pijo –a ‘pessoa afetada’ e majo –a ‘simpático, afável, agradável’, som, respetivamente, betinho –a ou queque ou meninho/a-bem e riquinho -a ou fixe ou meigo –a ou simpático -a.

4.- Nom se acentua o monossílabo fam porque, conforme as regras de acentuaçom do galego-português da Galiza (v. o Compêndio Atualizado das Nomas Ortográficas e Morfológicas do Galego-Português da Galiza, da Comissom Lingüística da Associaçom de Estudos Galegos [2017: pág. 71]), os monossílabos só se acentuam quando terminam em -a, -e, -o, -as, -es ou -os (ex.: crê, , , pós, tés).

Última modificação emQuarta, 07 Março 2018 19:20
Avalie este item
(7 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Facebook Twitter RSS Global