Associaçom de Estudos Galegos -
Imprimir esta página
Cotovelos, nascentes e outros termos do ámbito semántico fluvial em galego

Cotovelos, nascentes e outros termos do ámbito semántico fluvial em galego

Qual é o equivalente galego do castelhano recodo (del río)? Obrigado!

 

Miguel Conde Teira. Compostela

RESPOSTA DA COMISSOM LINGÜÍSTICA DA AEG:

 

Para denotarmos em galego o trecho de um rio em forma de ángulo ou curva fechados, dispomos da voz cotovelo (do rio), a qual surge através da metaforizaçom de um termo anatómico, já que cotovelo, em sentido próprio, designa, no galego supradialetal, a articulaçom entre o braço e o antebraço (ao galego dialetal correspondem o uso de cotovelo no sentido de ‘nó dos dedos’ e o uso de côvado no sentido de ‘articulaçom entre o braço e o antebraço’).

 

Falando em cursos fluviais, poderá ser de interesse para os nossos leitores saberem que, em bom galego, os rios apresentam umha nascente (a fonte em que surgem) e umha (des)embocadura ou foz, por onde desaguam num mar, num lago ou noutro rio. Por outro lado, deve saber-se que, tomando como referência um dado ponto de um curso fluvial, a locuçom a montante significa que algumha cousa se encontra mais perto (no sentido) da nascente, enquanto que a jusante indica que algumha cousa se acha mais perto (no sentido) da foz.

Última modificação emDomingo, 03 Dezembro 2017 13:32
Avalie este item
(5 votos)
© Meet Gavern - Free Joomla! 3.0 Template 2022